[DIÁRIO DE LEITURA] A Capital da Solidão #4


Neste trecho, o autor discorre sobre Pedro Tasques, que documentou tudo sobre os paulistas a ponto de hoje se saber mais sobre eles.

6468052075a780381bf5d2f2c01cacb3

Ponte da Santa Ifigênia

Assim, sabemos que São Paulo passa a ter bispado, a Sé e que a Ladeira do Porto Geral era de fato um porto do Rio Tamanduateí, quando este passava neste trecho.

Nos anos de 1700, quando o Rio de Janeiro era a nova capital do Brasil, houve o primeiro CENSO em São Paulo. Nele descobriu-se que a cidade paulista tinha 20 mil habitantes entre livres e escravos.

sao-paulo-camara-minicipal-seculo-xvii

Toledo depois conta uma anedota engraçada sobre dois visitantes na época da chegada da família real portuguesa (1808), um inglês e um francês. O primeiro escrevia defendendo a honra das mulheres de São Paulo, dizendo que “não eram assanhadas”. Já o francês sofreu com o “jeitinho brasileiro” quando precisou encomendar um baú. Ele pagava e os marceneiros esqueciam de fazer o serviço ou simplesmente desistiam (sem deixar de embolsar o dinheiro, claro).

Parei no trecho em que Dom Pedro I visita a população (1822), dá o famoso grito e, de quebra, conhece sua futura amante e Marquesa de Santos.

tela-independencia-ou-morte-pintada-por-pedro-americo-1378494078153_956x500

A Casa do Grito ainda existe e está no complexo do Museu do Ipiranga em SP

Veja as Partes III e III desse Diário

Anúncios

2 pensamentos sobre “[DIÁRIO DE LEITURA] A Capital da Solidão #4

  1. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] A Capital da Solidão #5 | Leituras de Taróloga

  2. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] A Capital da Solidão #6 | Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s