[DIÁRIO DE LEITURA] A Identidade Bourne #2


Com mais um exemplo tenebroso de machismo, Marie, após ter sofrido violências nas mãos do “mocinho” Bourne, acaba recebendo uma sentença de morte dos “bandidos”, que prendem o espião.

Após certo esforço, ele consegue escapar, indo atrás dela para salvá-la. A questão é que, quando chega no local, ela está sendo estuprada. Ao libertá-la, ele sofre ferimentos e quase morre. Podendo escapar, Marie raciocina que Bourne poderia tê-la deixado para trás, mas que se arriscara por ela, assim, resolve cuidar dele.

bourne4

Como é muito inteligente, arruma um hotel afastado, cria um álibi para sua ausência no evento do hotel no qual participava e chama um médico para curar seu captor. Quando Jason volta a si, ainda deseja que Marie pegue seu dinheiro e volte ao Canadá, mas acaba tendo que contar sua história.

Neste ponto, até achei legal que a Marie seja uma mulher determinada, intelectual, astuta, mas o estupro realmente foi desnecessário e, por isso, até eliminado do filme. Bourne poderia tê-la salvo da morte do mesmo jeito, levando-a a se sentir grata. O que estragou, a meu ver, a decisão dela, foi o fato de ter aceitado a violência do espião como algo normal, considerando apenas a perda de memória dele como justificativa.

Veja a Parte I desse Diário

Este livro faz parte do Mês dos Policiais de 2016. Veja os outros aqui:

  1. Assassinato no Expresso do Oriente – Agatha Christie OK
  2. Cassino Royale – Ian Fleming OK
  3. Pietr, o Letão – Georges Simenon OK
  4. As Memórias de Sherlock Holmes – Arthur Conan Doyle
Anúncios

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s