[MÊS DO BRASIL] A Capital da Solidão


Sempre gostei da coluna na Veja de Roberto Pompeu de Toledo (foto) e foi com alegria que descobri esta obra sobre a cidade de São Paulo.

2015-818353381-2015052090322.jpg_20150622

Dividida em dois volumes, ela abrange desde a criação da cidade até os tempos atuais.

Muito bem escrita, cheia de curiosidades e fatos históricos – para quem nasceu em São Paulo é um deleite imaginar esta terra vasta, ainda sem nenhuma construção – ela vem suprir uma lacuna deixada pelas aulas de História do Brasil, geralmente equivocadas e lacônicas.

Benedito_Calixto_-_Fundação_de_São_Vicente,_1900

Fundação de São Vicente por Benedito Calixto – os índios preferiam morar no Planalto ao invés da praia, onde só iam para se divertir

Parei a 15% do primeiro volume quando finalmente Manoel da Nóbrega e José de Anchieta se encontraram para fundar a vila. A localização da mesma, ali onde hoje é o Vale do Anhangabaú, tinha como proposta ser bem afastada de povoamentos brancos (incluindo aí o litoral), para que os índios pudessem ser orientados na moral cristã sem serem corrompidos. Por isso, ficava no alto de um morro, entre dois rios, um deles o Tamanduateí. Assim, tinham água e defesa, pois de lá se podia ver qualquer um chegando a quilômetros.

Desenho de Debret da São Paulo de 1827

Desenho de Debret da São Paulo de 1827 – O morro abarcava o Anhangabaú, Praça São Bento, 25 de Março e Sé

Em seu topo fundaram o protótipo do que é hoje o Pateo do Colégio e rezaram uma missa a 25 de janeiro de 1554 sem pensar que tal ato seria importante.

pateo-do-colegio-a-primeira-missa-de-sao-paulo-de-piratininga-e-o-marco-do-nascimento-da-cidade

Além disso, descobri várias coisas interessantes nestes primeiros capítulos, desde os verdadeiros motivos que levaram os portugueses à região (conseguir ouro e prata da civilização inca), até a forma como a administravam na prática (capitanias, representações por procuração, etc).

Anúncios

6 pensamentos sobre “[MÊS DO BRASIL] A Capital da Solidão

  1. Pingback: [MÊS DO BRASIL] A Capital da Solidão #2 | Leituras de Taróloga

  2. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] A Capital da Solidão #3 | Leituras de Taróloga

  3. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] A Capital da Solidão #4 | Leituras de Taróloga

  4. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] A Capital da Solidão #5 | Leituras de Taróloga

  5. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] A Capital da Solidão #6 | Leituras de Taróloga

  6. Pingback: [MÊS DO BRASIL] A Capital da Solidão #3 | Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s