[DIÁRIO DE LEITURA] Breve história de quase tudo #5


placas-tectonicas-11

Placas Tectônicas no mundo

Nesta parte, o autor continua nos contando sobre geologia e geofísica, como a distância da superfície até o centro da Terra – 6731 km – e que o máximo que conseguimos foi 12 km (graças à teimosia dos russos), mas que isso é apenas 5% da profundidade da Crosta, como mostra a figura abaixo.

terra-buraco

Também conta sobre tsunamis, erupções vulcânicas e como começou a escala Richter que ajuda a prever terremotos. Falando nisso, um dos piores da história foi o de Lisboa, com mais de 9 na escala.

escala_richter

Por fim, demonstrou como nada sabemos sobre vulcões a ponto de simplesmente não poder prever suas irrupções e que o parque de Yellowstone, nos EUA, é simplesmente o topo de um deles.

Veja as Partes IIIIII e IV desse Diário

Este livro pertence a meta do Mês da Ciência e Filosofia deste ano. Veja os outros:

  1. A Arte de Viajar – Alain de Botton (concluído)
  2. Amor Líquido – Zygmunt Bauman  (concluído)
  3. Como ficar sozinho – Jonathan Franzen
  4. Filosofia em 60 segundos – Andrew Pessin  (concluído)
  5. O Mundo Assombrado Pelos Demônios – Carl Sagan  (concluído)
  6. O Mundo de Sofia – Jostein Gaarder
Anúncios

2 pensamentos sobre “[DIÁRIO DE LEITURA] Breve história de quase tudo #5

  1. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Breve história de quase tudo #6 | Leituras de Taróloga

  2. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Breve história de quase tudo #7 – Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s