[DIÁRIO DE LEITURA] Prelúdio de Sangue #4


Eleonore treina várias damas para se tornarem amazonas, assim, poderão participar das batalhas, mas, no fim, apenas ficam em posições seguras nos altos de morros, enquanto os homens lutam. Em Constantinopla, vivem em festas e abundância, totalmente contrário ao espírito de penitência que as Cruzadas evocavam.

É interessante pensar que Joffrey de Peyrac, o conde tolosano de Angélica, tem uma corte de amor inspirada nesta época. Isso uns 500 anos depois dos eventos do Prelúdio.

O Rei da França vence uma batalha, mas perde outra, de certa forma, prejudicado pelas ações da esposa. Milhares de homens morrem e o monarca se esconde numa árvore enquanto a chacina acontece.

Muralhas de Antióquia no monte Sílpio, durante as Cruzadas.

Muralhas de Antióquia no monte Sílpio, durante as Cruzadas.

Desesperados, resolvem ir à Antioquia, onde o tio de Eleonore governa. Para chegar até lá existem dois caminhos: irem por terra, demorando 40 dias ou por mar, levando 3. Os barcos que conseguem não são suficientes para todo o exército, então, ao invés de despacharem partes dos homens em diversas viagens (não entendi porque isso não seria possível), Luis deixa seus homens para trás e embarca apenas seus melhores guerreiros.

Raimundo de Poitiers recebe em Antioquia o rei Luís VII de França, líder da Segunda Cruzada

Raimundo de Poitiers recebe em Antioquia o rei Luís VII de França, líder da Segunda Cruzada

Chegando em Antioquia, rola um lance incestuoso entre Raymond (ou Raimundo) e Eleonore, que acaba insistindo para ficarem mais do que deveriam, já que lá ela é coberta de atenções, presentes e conforto que compensam os saques que sofrera dos infiéis na última e desastrada batalha.

Veja as Partes III e III desse Diário

Este livro pertence à meta do Mês da História de novembro de 2015. Veja os outros:

  1. Anna Karenina – Leon Tolstoi
  2. O Rei de Inverno – Bernard Cornwell
  3. Os Pilares da Terra – Ken Follett
  4. Os Três Mosqueteiros – Alexandre Dumas
  5. O Último Reino – Bernard Cornwell
  6. Queda de Gigantes – Ken Follett
  7. Reparação – Ian McEwan
  8. The Other Queen – Philippa Gregory
  9. Tom Jones – Henry Fielding
  10. Wolf Hall – Hilary Mantel
Anúncios

Um pensamento sobre “[DIÁRIO DE LEITURA] Prelúdio de Sangue #4

  1. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Prelúdio de Sangue #5 – Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s