[LITERATURA] Orgulho e Preconceito


O que falar de novo sobre um livro tão famoso e tantas vezes adaptado?

Bem, nesta releitura, realmente confirmei minha suposição inicial: este é meu livro preferido de Jane Austen, por enquanto (só falta ler Mansfield Park).

Irmãs Bennet

As irmãs Bennet

Ele é leve, divertido, sagaz, dinâmico, traz algumas temáticas profundas nas entrelinhas (como a falta de representação jurídica das mulheres, que não podiam herdar propriedades) e tem o casal mais interessante de todos: Elizabeth e Mr.Darcy.

PRIDE-PREJUDICE_510x380

Esta história é tão influente que a maioria dos romances/filmes/séries atuais tem a mesma sequência: casal que se detesta no começo, depois se apaixona loucamente.

É claro que, na realidade, pessoas com as quais não temos afinidade não se tornam grandes amores. O que acontece, e que Austen tentou representar, a meu ver, é que muitas vezes decidimos gostar ou não de alguém pelos estereótipos, pelas aparências, sem prestar atenção de fato ao ser humano que está ali a nossa frente. Neste sentido, tanto Elizabeth quanto Mr.Darcy se gostaram logo de início, pois tinham personalidades parecidas. Porém, como geralmente tendemos a rejeitar no outro aspectos nossos que são condenáveis, ela ficou incomodada ao ver que ele não se vendia fácil às gentilezas e tinha opiniões fortes, enquanto ele tentou suprimir seu interesse por ela não ser “de boa família”.

004

A mesma confusão de aparências também se estende por personagens secundários, como Jane, a irmão de Elizabeth que, por ser muito tímida, dava a impressão de não estar verdadeiramente apaixonada ou o desafeto de Mr. Darcy, cheio de histórias contadas apenas sob um ponto de vista.

Por isso, este livro também nos alerta sobre o poder de convencimento que as pessoas manipulativas  (e fofoqueiras) podem exercer sobre nós quando queremos escutar algo que nos convém ou que reafirma nossas crenças ou ainda quando nos demovem de algo que realmente queremos ou consideramos certo.

Portanto, a lição final da obra nos fala sobre integridade. Quem pode de fato enxergar a verdade, sem filtros? E se mostrar, sem maquiagens?

Dados da Edição Lida:

ORGULHO_E_PRECONCEITO_1280864395Bnaipes-023

Jane Austen
Ano: 1988 / Páginas: 352
Editora: Círculo do Livro

Link no Skoob

Anúncios

9 pensamentos sobre “[LITERATURA] Orgulho e Preconceito

  1. Pingback: [RESUMO] Leituras para o Mês da Mulher | Leituras de Taróloga

  2. Pingback: [RESUMO] Desafios 2016 – Primeiro Trimestre | Leituras de Taróloga

  3. Pingback: [LISTAS] Livros por nacionalidades | Leituras de Taróloga

  4. Pingback: [LISTA] Livros de autores ingleses | Leituras de Taróloga

  5. Pingback: [META] 1001 Livros para ler antes de morrer | Leituras de Taróloga

  6. Pingback: [RESUMO] Desafios 2016 – Segundo Trimestre | Leituras de Taróloga

  7. Pingback: [RESUMO] Desafios 2016 – Terceiro Trimestre | Leituras de Taróloga

  8. Pingback: [RESUMO] 1001 Livros para ler antes de morrer | Leituras de Taróloga

  9. Pingback: [LISTA] Melhores Livros Lidos do Blog (até 2016) | Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s