[DIÁRIO DE LEITURA] O Dilema do Onívoro #2


Agora Pollan entrou na questão da produção de carne. Para isso, comprou um novilho e acompanhou todo o processo, desde seu nascimento até a mudança para as factory-farms (imagem abaixo), as zonas de confinamento de gado dos Estados Unidos.

Comparando-as com cidades medievais humanas, onde a comida e os dejetos se misturavam ao ar livre, ele explica que, como o milho é produzido em excesso e o governo norte-americano faz questão de manter os preços baixos, acabou parecendo economicamente viável alimentar o gado com este grão, que é nojentamente misturado com sebo, antibióticos e suplementos.

O problema é que os ruminantes não estão adaptados pela evolução a comer algo diferente de grama, portanto, não é a toa que a carne que chega ao consumidor seja menos saudável, podendo ser a causa de nossas doenças crônicas.

27bittman.xlarge1

Para piorar o quadro, até 1997 dava-se proteína extraída de bovinos para animais de mesma espécie, o que acabou gerando o surto da doença da “vaca louca“.

Imagine se ficássemos presos e nos obrigassem a comer carne humana por ser mais barato? Afinal, a medida que outros prisioneiros fossem morrendo, seria lógico moê-los e fazer uns bifes para os que restaram, não é mesmo? Super-auto-sustentável! (ironia). Quem ler A Estrada poderá ter uma noção mais clara disso.

Ele também descreve o ambiente no qual os animais vivem (no meio dos próprios dejetos) e os tipos de doenças – dolorosas – que desenvolvem devido à alimentação inapropriada. É muito triste de ler. 😦

Veja a Parte I desse Diário

Anúncios

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s