[MÊS DA CIÊNCIA E FILOSOFIA] Amor Líquido #2


A leitura desse livro não é muito fácil. O autor divide os assuntos por tópicos/afirmações que levam a certas reflexões. Por isso, achei melhor colocar abaixo alguns deles:

  • nos apaixonamos por quem tem nossas qualidades, para que nos sirva como um espelho;
  • gostamos de “relacionamentos de bolso”, pois não precisamos nos entregar, nem mudar para que funcione, pois o objetivo é ter prazer, mas por pouco tempo;
  • queremos que o relacionamento seja estável como o familiar, mas não queremos nos esforçar para manter a afinidade, pois, ao contrário da família, cujo o amor é meio obrigatório, no relacionamento amoroso, a liberdade de ir e vir implica em poder de escolha;

Uma curiosidade:

Quando o autor cita “onde há dois não há certeza”, isso me lembrou o significado dos 2 do Tarô: 2 de Paus, 2 de Ouros, 2 de Copas e 2 de Espadas (abaixo). Todos falam sobre dualidade, oposição, incerteza, união e desunião. Afinal, realmente seria tolice acharmos que um ser completo irá se unir a nós em simbiose perfeita e se tornar nossa extensão.

db_RW-_Schwerter_021

Por fim, Bauman também nos lembra que hoje em dia damos muito valor aos números. Então, se uma coluna na internet sobre relacionamentos tem muitas visitas, seus conselhos devem ser seguidos ou os problemas que aponta realmente são de interesse geral.

Veja a Parte I desse Diário

Anúncios

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s