[DIÁRIO DE LEITURA] Wolf Hall #2


O Cardeal Wolsey caiu em desgraça por não ter conseguido resolver o impasse de Henrique em relação a sua esposa Catarina. Afinal, após 20 anos casados, nenhum dos meninos que ela teve sobreviveu e, mesmo a menina, Mary, tem uma saúde fraca, mas cresce ano após ano.

Henrique e Wolsey

Henrique e Wolsey

É interessante pensar que hoje existem leis que impediriam que um marido simplesmente fingisse nunca ter sido casado com uma mulher só porque ela não lhe deu filhos homens, mas, naquela época isso era cabível.

Neste cenário surge Ana Bolena, descrita como arrivista, querendo ascensão social e manipulando o rei de modo surpreendente. Afinal, quando ele se interessava por uma mulher, ele a tinha. A irmã de Bolena, Maria (à esquerda abaixo), inclusive, se torna amante dele (e esse é o tem do livro A Irmã de Ana Bolena). Ana, espertamente, não cede aos avanços de Henrique. Ao contrário de desagradá-lo, ele fica obsessivo.

C:Scratchpad001 129anaimagem

Outra curiosidade: Elizabeth era o nome da mãe de Henrique e ela era da dinastia Platageneta, cuja origem é narrada a partir de Prelúdio de Sangue, que estou lendo.

Enquanto isso, Thomas, protagonista dessa história,  continua sendo um personagem misterioso, cujo passado é desconhecido, como a fase em que morou na Itália.

Veja a Parte I desse Diário

Anúncios

2 pensamentos sobre “[DIÁRIO DE LEITURA] Wolf Hall #2

  1. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Wolf Hall #3 | Leituras de Taróloga

  2. Pingback: [MÊS DA HISTÓRIA] Wolf Hall #4 | Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s