[DIÁRIO DE LEITURA] Prelúdio de Sangue #3


Eleonore não conseguiu começar uma guerra contra Toulouse, mas o fez com Champagne (região ao norte da França). Tudo porque anulou o casamento do tal conde Raul, de modo que pudesse desposar a agora “deflorada” Petronelle.

$_35

Como o Papa não aceita esta anulação e desdenha do Rei da França, a Rainha considera correto esmagar aqueles que se opõe.

A questão é que, como líder, Luís VII é muito fraco, por isso, não pode evitar que os soldados façam o que quiserem, como queimar milhares de pessoas vivas em uma igreja de Vitry (acima), por exemplo.

Portanto, o Rei acaba sentindo que precisa expurgar seu crime, sendo facilmente influenciado a participar das Cruzadas, empreitada na qual Eleonore faz questão de acompanhá-lo, mesmo tendo agora uma filha pequena.

Luís VII a receber o clero, iluminura de um manuscrito medieval

Luís VII a receber o clero, iluminura de um manuscrito medieval

Eles participam, no caso, da segunda expedição ao Oriente. Veja como eram os estados cruzados em 1135:

Map_Crusader_states_1135-pt.svg

Veja as Partes I e II desse Diário

Anúncios

3 pensamentos sobre “[DIÁRIO DE LEITURA] Prelúdio de Sangue #3

  1. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Os Pilares da Terra #3 | Leituras de Taróloga

  2. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Prelúdio de Sangue #4 | Leituras de Taróloga

  3. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Prelúdio de Sangue #5 – Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s