[MÊS DA BIOGRAFIA] Comer, Rezar, Amar


61D3SOSJgFL._UX500_

Este é aquele tipo de livro que ficou tão hypado, que me deixou meio desconfiada. Apesar disso, resolvi tentar e não é que se trata de uma boa narrativa?

Muitas das coisas que Elizabeth Gilbert traz aqui são valiosas para quem sofre com relacionamentos amorosos e precisa aprender a ficar (bem) sozinho.

Na introdução, ela conta que dividiu o livro em 3 partes (Itália, Índia e Indonésia), com 36 histórias cada, para dar 108, que é um número místico/sagrado e a quantidade de contas do japamala (acima) – que influenciou a criação do terço católico e é usado para um fim semelhante: meditação/oração.

O japamala tem uma 109º bolinha, que é dedicada ao mestre, assim a 79º carta (abaixo) do Tarô de Osho. O Tarô tradicional tem 78 cartas.

21

Outra coincidência ou sincronicidade, como diriam os junguianos, é que ela tinha 36 anos quando resolveu fazer esta viagem de 1 ano.

32516_2015_Unbound_Bios_ElizabethGilbert

A autora

Parei no Capítulo 7.

Liz explica sobre seu casamento falido e o relacionamento tumultuado que teve logo em seguida com um jovem ator. Nestes relatos, ela traz questões importantes, como: a dependência emocional que temos de nossos companheiros, achando que nossa fonte de felicidade deve vir deles; a dificuldade que temos em ficar sozinhos e assumirmos nossos desejos; a carência afetiva que nos faz sufocar o outro, levando-o a fugir de nós; o fato estranho de que, mesmo amando alguém, isso não é garantia para que o relacionamento funcione e, por fim, que nem toda mulher é obrigada a ser mãe, se assim não quiser.

Se ela não tivesse tido a coragem de sofrer, de passar por uma situação desconfortável, ela estaria casada, com filhos, morando numa casa enorme, com dinheiro, mas totalmente infeliz, só que não por um curto tempo e sim pelo resto da vida.

Quantos de nós não fazemos esta escolha? De ficar no familiar e confortável ao invés de irmos atrás do que realmente queremos, mesmo que as outras pessoas não vejam sentido neste movimento?

Anúncios

8 pensamentos sobre “[MÊS DA BIOGRAFIA] Comer, Rezar, Amar

  1. Pingback: [MÊS DA BIOGRAFIA] Comer, Rezar, Amar #2 | Leituras de Taróloga

  2. Pingback: [MÊS DA BIOGRAFIA] Comer, Rezar, Amar #3 | Leituras de Taróloga

  3. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Comer, Rezar, Amar #4 | Leituras de Taróloga

  4. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Comer, Rezar, Amar #5 | Leituras de Taróloga

  5. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Comer, Rezar, Amar #6 | Leituras de Taróloga

  6. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Comer, Rezar, Amar #7 | Leituras de Taróloga

  7. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Comer, Rezar, Amar #8 | Leituras de Taróloga

  8. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Comer, Rezar, Amar #9 | Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s