[DIÁRIO DE LEITURA] O Cemitério #3


A família enfim descobre o cemitério de bichos, atrás da casa, que está lá há décadas e é cuidado por crianças que perderam seus pets. Nada de tão assustador. Na minha opinião é até tocante, pois muita gente simplesmente joga seu bichinho no lixo. Eu, que tive muitos gatos, iria querer homenageá-los de alguma forma.

pet-cemetary-2

Porém, Rachel, a mulher do médico e sua filha, ficam histéricas dias depois em relação a este lugar. A menina se defronta com o conceito de morte e passa a olhar seu gato como se a qualquer segundo fosse morrer. Já a mãe argumenta que a morte deveria ser um tema totalmente proibido.

fad3bff1d3d3

Louis, o pai de família acha isso bizarro (eu também), afinal, a morte é natural. Seus vizinhos idosos concordam e discursam sobre a maquiagem que a sociedade atual faz sobre a morte, focando mais no sexo.

De fato, as crianças antigamente tinham contato mais direto com defuntos velados em casa e hoje existem muitos eufemismos, como dizer que o parente foi viajar ou que o animalzinho está numa fazenda, ao invés de simplesmente morto.

Veja as Partes I e II desse Diário

Anúncios

6 pensamentos sobre “[DIÁRIO DE LEITURA] O Cemitério #3

  1. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Sobre a Escrita #2 | Leituras de Taróloga

  2. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] O Dragão Vermelho #2 | Leituras de Taróloga

  3. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] O Cemitério #4 | Leituras de Taróloga

  4. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] O Cemitério #6 | Leituras de Taróloga

  5. Pingback: [MÊS DO HORROR] O Cemitério #5 | Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s