[DIÁRIO DE LEITURA] O Mundo Assombrado pelos Demônios


Comecei a ler este livro por indicação de pessoas céticas, ateias e cientistas que encontrei por aí.

O objetivo do livro é desmistificar uma série de coisas em relação à ciência, separando o que pode ser considerado bem fundamentado do que provavelmente é apenas enganação, tais como OVNIs, sequestros por aliens, conspirações do governo, possessões de demônios, etc.

Eu gosto muito de lógica e, portanto, prefiro a verdade à mentira (mesmo que não me seja conveniente), porém, tenho algumas ressalvas em relação aos argumentos comuns dos cientistas (que são representados pelo autor Carl Sagan) quando colocam práticas como Astrologia ou mesmo o Tarô, que é meu instrumento de trabalho, como pseudociências e, portanto, atividades que visam apenas se utilizarem da crença alheia para obter retorno financeiro.

Trata-se de uma acusação séria, que vai no cerne da honra e da honestidade desses profissionais, e que não pode ser considerada palavra final pois nenhum desses cientistas de fato se debruçou sobre a Astrologia ou o Tarô por tempo suficiente para de fato ver como funcionam na prática.

Isso acontece porque em primeiro lugar não deve haver financiamento para isso (quem pagaria uma pesquisa sobre a validade de consultas de Tarô com profissionais sérios?), em segundo porque nenhum cientista dito “sério” vai querer fazer uma pesquisa neste setor para não sofrer preconceito (é mais bonito estudar DNA, partículas subatômicas, etc), logo, como se pode afirmar algo tão categoricamente sem ter conhecimento de campo? isso não é exatamente o contrário do que os cientistas chamam de método confiável? testar algo exaustivamente antes de dar um parecer?

É claro que existem maus astrólogos e tarólogos, do mesmo jeito que existem maus médicos, advogados, engenheiros (até cientistas, como os que afirmam que o cigarro é bom porque uma empresa os pagou para dizer isso). A questão é: consideramos a medicina errada (ou deixamos de confiar nela) porque existem médicos charlatões?

De fato eu não posso explicar com certeza por que estas práticas funcionam, mas gostaria muito que algum cientista o fizesse, afinal, não é o deslumbramento por aquilo que não entendemos que nos leva a querer buscar mais conhecimento?

final1422464839199

Para ficar claro, veja algumas coisas que os cientistas alegam sobre o Tarô que supostamente o invalidam, mas que na verdade são preconceitos ou práticas de maus profissionais (infelizmente sempre as que aparecem) e que não correspondem ao trabalho real:

– O baralho tem poder;
– Existe a invocação de espíritos;
– É preciso crença para o Tarô funcionar;
– O que o tarólogo diz é coisa que vem na mente dele, intuições;
– O baralho determina um destino fechado;
– O nível de acerto é o mesmo que de uma pessoa que chuta fatos futuros ao acaso;

Logicamente, se meu trabalho fosse fundamentado sobre estas afirmações eu estaria perdida. Primeiro porque eu teria que enganar as pessoas continuamente para me sustentar, segundo que isso prejudicaria e muito minha reputação em logo prazo. Não vejo como eu poderia me sustentar financeiramente (e publicamente) por quase 10 anos dessa forma.

Quem lê meu blog já sabe as respostas para estas afirmações, mas responderei novamente:

O baralho é o que é: um baralho. Não tem poder nenhum. É uma ferramenta, como a câmera do fotógrafo. Desse modo, se você der um Tarô para alguém que nada sabe de Tarô, ele não conseguirá fazer uso dele.

A invocação de espíritos pode ocorrer (para quem acredita), mas não é condição para que uma consulta seja feita, até porque é o conhecimento dos símbolos e dos jogos que faz a leitura em si acontecer.

Daí que a pessoa mais descrente pode consultar o Tarô e ele ainda dará a resposta correta, pois não depende da crença de ninguém e sim da análise correta da cartas. Portanto, não existe isso de falar o que vem à cabeça ou chutar previsões. Se você quer saber se arrumará um emprego e sai 3 de Espadas ou Pendurado a resposta será não sempre, seja para você e para qualquer outra pessoa que fizer a mesma pergunta, seja hoje, daqui a 3 meses ou 3 anos.

O que determina as respostas é um método pré-estabelecido que é seguido constantemente. Não existe achismo no Tarô, existe interpretações, tais como a da meteorologia, a meu ver. Apesar disso, a meteorologia é considerada ciência, mesmo sem ter 100% de acerto. Interpreta-se os dados que os instrumentos trazem e em cima disso se deduz como será o clima, acertando na maioria das vezes, errando em outras. No Tarô, o índice de acerto tem que estar na casa mínima dos 70%. Se não estiver, algo está errado: ou o consulente mentiu nas informações ou o tarólogo não interpretou as cartas corretamente (seja porque estava com pressa, seja porque não tinha experiência ou conhecimento).

Por fim, nenhum tarólogo que se preze trabalha com conceito de destino, pois isso seria anular o livre-arbítrio e também a utilidade da consulta. Para quê alguém iria ver seu futuro nas cartas se nada pudesse fazer para mudar? Não é a toa que quem é charlatão vai pintar os destinos mais sorridentes possíveis. Quem já consultou comigo sabe que não há enfeitamento da verdade e eu sempre corro o risco de perder clientes por não dizer o que eles querem ouvir (“não, ele não vai se separar para ficar com você”, “não, suas finanças podem piorar no ano que vem”, “na verdade, é você quem tem que mudar no seu trabalho”, etc). Se eu quisesse só me aproveitar, faria isso e se não funcionasse na práticas, as pessoas continuariam fazendo as consultas?

Enfim, fica lançado o desafio para os cientistas: como o Tarô funciona? por que funciona?

(que fique evidente que eu não desmereço o trabalho dos cientistas e que aprovo seu ceticismo, mas, que tudo o que existe sob o sol possa ser avaliado com o mesmo esmero, sem preconceitos).

Anúncios

6 pensamentos sobre “[DIÁRIO DE LEITURA] O Mundo Assombrado pelos Demônios

  1. Pingback: [MÊS DA BIOGRAFIA] Kardec | Leituras de Taróloga

  2. Pingback: [MÊS DA CIÊNCIA E FILOSOFIA] O Mundo Assombrado pelos Demônios #2 | Leituras de Taróloga

  3. Pingback: [MÊS DA CIÊNCIA E FILOSOFIA] O Mundo Assombrado pelos Demônios #3 | Leituras de Taróloga

  4. Pingback: [MÊS DA CIÊNCIA E FILOSOFIA] O Mundo Assombrado pelos Demônios #4 | Leituras de Taróloga

  5. Pingback: [TÉCNICO] O Mundo Assombrado pelos Demônios | Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s