[DIÁRIO DE LEITURA] Queda de Gigantes


Uma das coisas que me impressionou no livro foram as condições das crianças no começo do século XX. Para ajudar seus pais, elas trabalhavam e que trabalho! Minas de carvão!

O interessante é que se diz que foi a partir da Revolução Industrial que o conceito de infância surgiu e as crianças passaram a não precisar mais trabalhar, se dedicando apenas ao estudos, já que a renda das famílias aumentou.

No segundo capítulo, só para fazer um contraste, temos a descrição de uma visita real a um homem de posses do País de Gales, com sua mansão, empregados e quartos a la Downton Abbey.

Uma das características que mais gosto em Ken Follett é que ele nos traz detalhes de época e curiosidades do cotidiano que deixam sua leitura mais instigante.

ETERNIDADE_POR_UM_FIO_1400869871B INVERNO_DO_MUNDO_1344179532B

Como são 3 livros enormes, vou demorar para ler, mas acredito que será uma boa viagem pelo século XX.

Me acompanhe no Skoob

Anúncios

4 pensamentos sobre “[DIÁRIO DE LEITURA] Queda de Gigantes

  1. Pingback: [MÊS DA HISTÓRIA] Queda de Gigantes #2 | leiturasdetarologa

  2. Pingback: [RESUMO] Leituras para o Mês da História | Leituras de Taróloga

  3. Pingback: [DIÁRIO DE LEITURA] Queda de Gigantes #3 | Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s