[AUTOAJUDA] The War of Art


Ao invés de a Arte da Guerra, este é a Guerra da Arte. Trata-se de um manual divertido, muito simples de ler, com capítulos curtos, tais como os preceitos de Sun Tzu, que nos ajuda a vencer os obstáculos que nos bloqueiam de sermos os grandes empreendedores que queremos ser, com especial enfoque na arte.

Basicamente, segundo Steven Pressfield, pode-se entender que:

na Parte 1 – Conhecendo seu inimigo

  • O que impede as pessoas de atingirem seus sonhos não é sua falta de capacidade, mas o medo de simplesmente fazerem o que precisa ser feito, o que o autor chama de Resistência;
  • A Resistência em si é invisível, interna, insidiosa, implacável, impessoal, infalível, universal e procrastinadora;
  • Quanto maior a Resistência, mais medo temos e, portanto, mais importante para nosso crescimento pessoal é o objetivo/sonho que temos pela frente;
  • Mesmo quando você a vence em parte, ela se manifesta na atitude de pessoas próximas que nos tentam demover daquilo que é importante para nós;
  • Muitas vezes complicamos nossas vidas para nunca estarmos disponíveis emocionalmente e fisicamente para empreender o que queremos;
  • Ficamos esperando ter a vida resolvida (ou que as pessoas nos apoiem) primeiro para aí começar nosso projeto, o que nos faz nunca estarmos prontos de fato;
  • Quando estamos realmente fazendo o trabalho que amamos, a solidão não aparece, portanto, não devemos deixar de perseguir nossos sonhos por medo de ficarmos sós;
  • Muitas vezes usamos a racionalização para nos convencer de que é válido não fazermos determinado projeto, quando, no fundo, o que nos impede é apenas medo;

na Parte 2 – Combatendo a Resistência

  • É preciso deixar de agir como amador, se quiser superar a Resistência, pois quem é profissional leva à sério seus sonhos e se engaja, enquanto que quem é amador, leva como simples hobbie;
  • Existe diferença entre o que é urgente e importante. Geralmente devemos fazer o que é importante primeiro, que é nosso trabalho;
  • Temos que aprender a ser miseráveis, pois fazer nosso trabalho implica em sofrer rejeição, medo e dúvida;
  • Se conseguimos nos comprometer em trabalhar para uma empresa, muitas vezes fazendo algo que não amamos, por que não podemos fazer o mesmo para aquilo que de fato tem valor para nós?;
  • O amador não se leva à sério o suficiente para transformar sua arte em sua profissão definitiva;
  • O profissional, por outro lado, sabe ser paciente, ordeiro, realista, temerário, responsável, preparado, humilde, esforçado, resistente, não leva as coisas para o lado pessoal, pede por ajuda, sabe lidar com rejeição e sucesso da mesma forma, assim como em relação às adversidades.

na Parte 3 – Além da Resistência

  • Qual é a fonte de suas inspirações? espíritos, anjos, musas, genes?;
  • A partir do momento que toma consciência dela, a invoque, abra espaço para que possa se manifestar;
  • Como superar o Ego (Resistência) e encontrar a inspiração (Self)?;
  • É preciso fazer o que agrada a si mesmo e não o que achamos que esperam de nós;

Dados da Edição Lida:

THE_WAR_OF_ART_1287751551Bnaipes-023

The War of Art
Break Through the Blocks and Win Your Inner Creative Battles

Autor: Steven Pressfield/ Ano: 2003

Páginas: 192/ Idioma: inglês

Editora: Grand Central Publishing

Anúncios

2 pensamentos sobre “[AUTOAJUDA] The War of Art

  1. Pingback: Você deixa a Resistência lhe vencer?

  2. Pingback: [TÉCNICO] Sobre a Escrita | Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s