[LITERATURA] Emma


Publicado em 1815 – o ano da derrocada de Napoleão – Emma me pareceu o romance mais despreocupado de Jane Austen, com a heroína mais cheia de bênçãos possível: bonita, rica, amada e respeitada por todos. Até seus conflitos são pueris, de fácil resolução e nenhum mal de fato acontece.

Meu Diário de Leitura sobre Emma

Então, qual é a razão de ser do livro? Para mim foi mostrar os costumes da época, as preocupações banais da aristocracia e como tudo isso ficava mascarado por sua excessiva polidez. É interessante como ninguém pode ser direto ou sincero com ninguém e as confusões e más-interpretações que isso acarreta.

Emma tentando arrumar maridos para Miss Smith

Emma tentando arrumar maridos para Miss Smith

Sobre o enredo em si, como Emma Woodhouse é cheia de privilégios e sua vida não tem grandes desafios, tudo o que ela faz fica pela metade. Ela poderia ser uma ótima pintora, cantora, pianista, mas nunca se esforça o suficiente para sê-lo. Assim, ela se distrai mais tentando casar as amigas ao seu redor, mas ela mesma não tem interesse em fazê-lo, posto que não precisa. Afinal, naquela época a mulher se casava para se proteger da pobreza, ascender na sociedade, obter respeito, etc.

emma and knightley

Emma e o Sr. Knightley, o único que a repreende de verdade.

Não se pode dizer que Emma seja uma pessoa ruim, ela apenas nunca precisou evoluir e amadurecer, o que as protagonistas dos outros romances de Austen foram obrigadas a. Além disso, sua posição elevada na sociedade sempre a cobriu de elogios, lhe criando a ilusão de superioridade que não existia. O que ela não percebia é que as pessoas dependiam de sua generosidade, então a bajulavam sempre que podiam.

Pobre Emma, mimada como uma criança bonitinha, daquelas que não são arteiras o suficiente para aplicarmos castigos, mas que também não mostram muito brilho, mas se consideram a coisa mais especial que existe, justamente porque acredita no que lhe dissemos!

No filme de 1996, a senhora Weston não engravida, justamente porque ficaria esquisito.

No filme de 1996, a senhora Weston não engravida, justamente porque ficaria esquisito.

Uma ressalva: A senhora Weston fica grávida no começo do livro, mas você só vai descobrir no final, quando o filho nasce. Não se trata de spoiler, pois era esperado que a autora nos desse alguma indicação, posto que todo mundo convivia com esta personagem e não dá para simplesmente ignorar uma gravidez. Não sei se ela não citou porque antigamente era vergonhoso para uma mulher se mostrar grávida, ou por outro motivo nebuloso. O que acham?

Dados da Edição Lida:

Jane Austen

Editora: Saraiva de Bolso

Ano: 2011

Link no Skoob

EMMA_1333743253Bnaipes-024

Anúncios

8 pensamentos sobre “[LITERATURA] Emma

  1. Pingback: [DROPS] Tarô e Literatura | leiturasdetarologa

  2. Pingback: [DROPS] Maratona Literária de Inverno 2015 | leiturasdetarologa

  3. Pingback: [META] Livros para ler em 2015 | leiturasdetarologa

  4. Pingback: [LITERATURA] As Memórias Perdidas de Jane Austen | leiturasdetarologa

  5. Pingback: [META] The Rory Gilmore Book Challenge | leiturasdetarologa

  6. Pingback: [META] 1001 Livros para ler antes de morrer | Leituras de Taróloga

  7. Pingback: [RESUMO] 1001 Livros para ler antes de morrer | Leituras de Taróloga

  8. Pingback: Livros das metas de 2015 e 2016 já lidos | Leituras de Taróloga

O que achou dessa leitura?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s